Validação de domínios SMTP

Autentica o envio dos teus emails transacionais via SMTP.

Com os seus domínios de SMTP configurados no Closum irá conseguir gerar credenciais para serem utilizadas no envio de emails de websites e lojas online como Wordpress, Woocommerce, Prestashop, Magento entre outras.

Cada conta pode ter até 5 credenciais de SMTP.

Configurações de SPF

O QUE É UM REGISTO SPF?

SPF significa "Sender Policy Framework". Um registo SPF é utilizado para identificar os servidores de email autorizados a enviar emails de um determinado domínio e prevenir que outros servidores enviem emails fraudulentos ou de spam desse mesmo domínio. Embora muitos editores de DNS permitam editar registos de SPF, é recomendado que os registos SPF sejam introduzidos como um registo TXT.

COMO CRIAR UM REGISTO SPF?

Se está a criar um registo SPF, muito provavelmente verá um formulário com pelo menos os seguintes dois campos: "Host" ou "Nome" e "Valor". E nesses campos deve introduzir o seguinte:

Host/Nome: @

(O símbolo @ no campo de host ou nome significa que o registo é apontado para o seu próprio domínio. Vai encontrar editores de DNS que obrigam a inserir o símbolo "@", alguns obrigam a inserir o próprio domínio e outros não permitem inserir nada. Cada editor de DNS é diferente e pode ser necessário entrar em contato com seu provedor de serviço de alojamento para obter informações sobre como inserir este registo corretamente).

Valor: v=spf1 a mx include:s1-mail.closum.com ~all

Atenção Verifique se já existe algum registo SPF no DNS do seu domínio. Só pode haver um registo SPF por domínio, portanto, se já houver um registo, basta adicionar include: s1-mail.closum.com a esse registo. Por exemplo, se o domínio já tiver o registo:

v=spf1 a mx include:_spf.google.com ~all

...basta apenas adicionar:

include:s1-mail.closum.com

o registo final ficará assim:

v=spf1 a mx include:_spf.google.com include:s1-mail.closum.com ~all

Configurações de DKIM

O QUE É UM REGISTO DKIM?

DKIM significa "Domain Keys Identified Mail" e permite que os servidores que recebem os emails confirmem que o remetente está autorizado a fazer envios pelos administradores do domínio.

COMO CRIAR UM REGISTO DKIM?

Se está a criar um registo DKIM, muito provavelmente verá um formulário com pelo menos os seguintes dois campos: "Host" ou "Nome" e "Valor". E nesses campos deve introduzir o seguinte:

Host/Nome: api._domainkey

Valor: k=rsa;t=s;p=MIGfMA0GCSqGSIb3DQEBAQUAA4GNADCBiQKBgQCbmGbQMzYeMvxwtNQoXN0waGYaciuKx8mtMh5czguT4EZlJXuCt6V+l56mmt3t68FEX5JJ0q4ijG71BGoFRkl87uJi7LrQt1ZZmZCvrEII0YO4mp8sDLXC8g1aUAoi8TJgxq2MJqCaMyj5kAm3Fdy2tzftPCV/lbdiJqmBnWKjtwIDAQAB

Atenção As configurações de DNS podem ter qualquer número de registos DKIM que seja necessários. Em alguns editores de DNS, o campo Host/Nome pode exigir que insira o valor total do domínio api._domainkey.o-teu-dominio.pt

Configurações de MX

O QUE É UM REGISTO MX?

Para a maioria dos utilizadores, não será necessário adicionar ou alterar nenhum registro MX no DNS do domínio. Para optimizar a entrega, os emails devem ser enviados apenas de domínios que tenham um MX (servidor de e-mail) configurado e válido. Alguns domínios rejeitam emails que não tenham uma configuração de registo MX válida.

Configurações de DMARC

ATENÇÃO!

Este registo não é de configuração obrigatória para validar o domínio e a sua má configuração poderá afetuar todos os seus emails. Por favor informe-se junto do seu atual provedor de serviço de alojamento.

O QUE É UM REGISTO DMARC?

DMARC significa Domain-based Message Authentication, Reporting & Conformance e é um protocolo de autenticação de e-mail que se baseia nos protocolos SPF e DKIM onde estes são um pré-requisitos do DMARC e devem estar configurados e validados antes de proceder à configuração do DMARC.

A política do DMARC permite que um remetente indique que os seus e-mails são assinados por SPF e DKIM e informa ao destinatário o que fazer quando nenhum desses métodos de autenticação for aprovado, para casos como spam ou bounces do email. O DMARC remove as suposições do tratamento do destinatário desses emails, limitando ou eliminando a exposição do utilizador a potenciais emails fraudulentos ou prejudiciais. O DMARC também fornece uma forma para o destinatário de email reportar ao remetente sobre os emails aprovados e/ou reprovados na avaliação do DMARC. Uma configuração indevida de DMARC no seu domínio afetará todo o envio de e-mail desse domínio (não apenas os emails que enviados através do Closum), portanto, certifique-se que está a utilizar SPF e DKIM para todas as entregas de email.

COMO CRIAR UM REGISTO DMARC?

A seguir indicamos 3 exemplos de registos TXT para configurar o DMARC no DNS do seu domínio.

Se está a criar um registo DMARC, muito provavelmente verá um formulário com pelo menos os seguintes dois campos:

"Host" ou "Nome" e "Valor".

E nesses campos deve introduzir uma das seguintes opções, configurando obrigatoriamente o seu [email protected]:

Opção 1 (mais simples)

Host/Name: _dmarc

Value: v=DMARC1;p=none;

Opção 2

Host/Name: _dmarc

Value: v=DMARC1;p=quarantine;rua=mailto:[email protected];ruf=mailto:[email protected]

Opção 3

Host/Name: _dmarc

Value: v=DMARC1;p=reject;rua=mailto:[email protected];ruf=mailto:[email protected]

Assim que terminar esta configuração, deverá aguardar algumas horas até que os registos surtam efeito.

Se tiver alguma dúvida durante o processo pode contactar a nossa equipa através do email [email protected]